Apontado como o mandante dos ataques do CV em Manaus, “Mano Kaio” é procurado pela PC no Rio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

RIO DE JANEIRO| Na manhã desta sexta-feira (18), a operação “Coalizão do Bem” da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PC-RJ), deixou dois mortos, após tentarem capturar o traficante e líder da Facção Comando Vermelho (CV), apontando como mandante dos ataques em Manaus.

Kaio Wuellington Cardoso dos Santos, de 25 anos, conhecido como ‘Mano Kaio”, está foragido há três anos e se esconde atualmente no Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio.

Segundo a PC-RJ, a operação teve início por volta das 08h e também é deflagrada no Pará e no Amazonas. Mano Kaio e os comparsas são suspeitos de enviar mais de R$ 126 milhões para fortalecer facção criminosa no Amazonas e comprar armas e drogas. Durante a investigação, a polícia ainda identificou que a estrutura de lavagem de dinheiro também favorecia criminosos da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC).

Até 9h30 desta sexta, conforme o G1, 17 suspeitos tinham sido presos na Operação sendo 8 em Manaus, 7 no Rio de Janeiro e 2 em São Paulo. Entre os presos no Rio de Janeiro, 2 são amazonenses e 4 são Paraenses. A polícia investiga se chefes de facções de outros estados também se esconderam no complexo da Penha.

O Amazonas viveu uma onda de violência entre 6 e 8 de junho. Ônibus, delegacias, viaturas policiais, ambulâncias, prédios públicos e agências bancárias foram incendiadas e alvo de tiros. A série de ataques aconteceu após a morte de um traficante em ação da policial.

Leia Também