PF faz operação no AM e outros seis estados contra bolsonaristas em atos antidemocráticos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (15) 81 mandados de busca e apreensão em sete estados, incluindo o Amazonas, contra bolsonaristas suspeitos de organizar atos antidemocráticos como o bloqueio de rodovias e manifestações em frente aos quartéis.

As medidas foram ordenadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Moraes também preside o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O número de prisões pode passar de 100 e também há ordens de bloqueios de contas de investigados e quebra de sigilo bancário de investigados.

Além do Amazonas, as buscas são realizadas no Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Paraná e Santa Catarina. Só nesse último, por exemplo, são cumpridos 15 mndados.

Desde o segundo turno, tanto em bloqueio de estradas como em atos em frente a quartéis, bolsonaristas cobram as Forças Armadas para que promovam um golpe que impeça a posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No dia 17 de novembro, Moraes determinou o bloqueio de bens de 43 empresas e pessoas suspeitas de financiar os atos antidemocráticos. A  maioria delas ficava no Mato Grosso.

Leia a íntegra da nota da PF sobre a operação:

Brasília/DF – A Polícia Federal cumpre, nesta quinta-feira (15/12), 81 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, em apuração que tramita na Corte acerca dos bloqueios de rodovias após a proclamação do resultado das Eleições Gerais de 2022.

As medidas estão sendo cumpridas nos estados do Acre, Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e no Distrito Federal, em face de pessoas físicas e jurídicas identificadas pelas forças federais e locais de Segurança Pública.

As informações estão restritas à nota.

 

Leia Também