Pesquisador do Datafolha é agredido e ameaçado com faca por bolsonarista durante entrevista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

SÃO PAULO | Um pesquisador do Datafolha foi agredido durante o trabalho, na tarde de terça-feira (20), em Ariranha (SP).

Segundo o boletim de ocorrência, o pesquisador contou à polícia que dois homens, que são pai e filho, se aproximaram dele e o ofenderam enquanto ele trabalhava.

“Só pega Lula” e “vagabundo” foram alguns dos termos gritados pelo bolsonarista no meio da rua.

Ainda de acordo com o registro policial, quando o entrevistador virou de costas, eles o agrediram com chutes e socos. O pesquisador teve lesões na boca, apresentou dor no corpo, e foi encaminhado para o pronto-socorro da cidade, onde foi atendido e liberado.

O caso foi registrado como lesão corporal e será investigado pela Polícia Civil. Ninguém foi preso.

“Esse foi o primeiro caso de agressão física e isso é muito grave”, afirma Luciana Chong, diretora do Datafolha. “Os pesquisadores que estão fazendo o seu trabalho, que é um trabalho fundamental, e estão sendo desrespeitados.”

“São casos pontuais. Agora está ficando mais frequente. A gente está vendo uma piora até chegar nesse caso mais grave de agressão física.”

Fundado em 1983, o Datafolha é um instituto de pesquisa independente que pertence ao Grupo Folha e atua com pesquisa eleitoral e levantamentos estatísticos para o mercado. O instituto não faz pesquisas eleitorais para governos ou políticos.

Leia Também