Perícia encontra sangue em canoa de suspeito no desaparecimento de indigenista e jornalista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Investigadores periciais encontraram vestígios de sangue dentro da canoa usada por Amarildo da Costa de Oliveira, de 41 anos, mais conhecido como ‘Pelado’, preso como suspeito no desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, no último domingo, no Vale do Jaravi, no Amazonas.

Amarildo foi preso na terça-feira (9), em flagrante, por posse de munições de uso restrito. A Polícia Civil pediu a prisão temporária do suspeito. O material coletado está a caminho de Manaus, para demais pericias.

A demoninada Operação Javari realizou busca na região do Rio Itaquaí, último local de avistamento dos desaparecidos. Foram percorridos cerca de 100km computando a calha do Rio Itaquaí e seus afluentes.

Além da busca fluvial, foi realizado um reconhecimento aéreo no itinerário de Atalaia do Norte até a base da FUNAI na entrada da terra indígena Vale do Javari.

Leia Também