Pastor André Valadão diz em culto que se pudesse ‘matava’ os LGBTQIAPN+ e que fiéis têm que agir

Facebook
Twitter
WhatsApp

O pastor André Valadão voltou a atacar a população LGBTQIAPN+ durante culto no último domingo (2), na igreja Lagoinha, em Orlando, nos Estados Unidos. Ele insinuou que Deus, se pudesse, “matava” todos e que agora é o povo que deve fazer algo.

ADVERTISEMENT

“Agora é a hora de tomar as cordas de volta e dizer: Pode parar, reseta! Mas Deus fala que não pode mais”, diz o pastor. “Ele diz, ‘já meti esse arco-íris aí. Se eu pudesse, matava tudo e começava de novo. Mas prometi que não posso’, agora tá com vocês”.

Continuando o ataque, o pastor falou para os fiéis agirem. “Não entendeu o que eu disse? Agora, tá com vocês! Deus deixou o trabalho sujo para nós”.

Após a fala, a deputada federal Erika Hilton protocolou uma denúncia contra Valadão no Ministério Público de Minas Gerais, o acusando de crime de homotransfobia.

Nas redes sociais, André Valadão acabou se pronunciando e tentou amenizar o que tinha dito. “Nunca será sobre matar, segregar, mas será sim sobre resetar, levar de volta a essência, ao princípio…. Sim, cabe ao que crê em Jesus levar a mensagem do recomeço, reset, reinício, nascer de novo e viver não mais para si, mas para Deus e suas leis”, diz a legenda da publicação.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!