Padrasto se irrita e quebra cabeça da enteada de 6 anos com faca em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Na última quarta-feira (11), uma criança de 6 anos teve a cabeça quebrada com uma faca e o suspeito de ter cometido o crime é o padrasto. A agressão  aconteceu após a menina tomar o mingau da irmã de 1 ano. O homem segue foragido. Quem socorreu a criança foi o avô e o tio da vítima.

Segundo a titular da Delegacia Especializada em Proteção à criança e ao Adolescente (DEPCA) Joyce Coelho, a própria criança relatou que a agressão aconteceu após ela tomar o mingau da irmã e disse que o padrasto teria se irritado por conta disso. Foi quando ela, recebeu o golpe e ficou sangrando caída no chão.

“O caso aconteceu por volta das 22h,ela foi agredida pelo padrasto. A criança afirmou que tomou  o mingau da irmãzinha que é uma bebê de aproximadamente 1 ano e que o padrasto se irritou e acabou dando um golpe com a costa de uma faca, e a criança ficou sangrando caída no chão. Como tem outros familiares ali do lado da casa, quando ouviram o grito da criança o tio e o avô foram ao local e socorreram a criança, e em seguida  foram até o trabalho da mãe, ela acompanhou até a unidade de saúde aonde a criança recebeu os primeiros atendimentos e as suturas.” disse a delegada.

Segundo a delgada, o suspeito fugiu do local após perceber que poderia ser preso, ele ainda não teve a identidade divulgada para não atrapalhar as investigações. Além disso, o homem não pode mais ser preso em flagrante, visto que o caso não foi notificado à polícia de forma rápida. Um inquérito policial foi instaurado.

A delegada ainda informou que o suspeito tem histórico de agressão e já terias mostrado a faca paras outros familiares. Inclusive a família desconfia que a própria companheira dele sofra violência doméstica.

O caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca).

Denúncias:

Quem tiver informações acerca de agressões contra crianças e adolescentes deve entrar em contato pelo Disque 100 ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). A identidade do informante será preservada. garantiu a autoridade policial.

 

 

 

 

 

Leia Também