Obreiro mata esposa a facadas e limpa a arma em Bíblia, no Salmo 102

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um obreiro de uma igreja evangélica é suspeito de ter matado a própria esposa, Juliete Alves da Silva, de 32 anos, nesta sexta-feira (26). O crime ocorreu na rua Maximiano Machado, bairro do José Pinheiro, em Campina Grande, agreste da Paraíba.

De acordo com informações da Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 4h30. O suspeito estaria tendo episódios de crise de ciúmes, indo buscá-la no trabalho. Uma amiga do casal, Cristina Lucena, reforçou que a relação dos dois era relativamente pacífica, mas que devido a essa crise de ciúmes a relação estava instável.

O casal não tem filhos entre si, mas ela tinha três filhos de um outro relacionamento e cuidava de mais três sobrinhos do marido.

Após o crime, o marido da vítima teria acordado a filha dela, de 13 anos, que dormia enquanto aconteceu o crime, e confessou para ela que teria cometido o crime. Logo em seguida fugiu e ainda não foi localizado.

Segundo a delegada Elisabeth Beckman, após o crime, o homem limpou a arma usada para matar a esposa em uma Bíblia, declarou a delegada: “Eles têm várias Bíblias abertas dentro de casa, e ele limpa [a arma do crime] em um capítulo da Bíblia logo após cometer o crime, no Salmo 102”, disse.

Leia Também