Cantora amazonense internada há 432 dias por complicações da Covid-19 recebe alta

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Eva Rodrigues estava internada desde janeiro de 2021. Agora ela irá continuar o tratamento em casa.

O grande dia chegou para a família da cantora amazonense, Eva Rodrigues. Nesta sexta-feira (11), ela deixou o Hospital Samel, onde estava internada há 432 dias depois de ter complicações da Covid-19 após dar à luz a Ethan, seu terceiro filho.

A saída de Eva coincide com a data que a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que o mundo vivia uma pandemia, em 2020.

Desde as primeiras horas de hoje, o marido de Eva, Sol Petrus, já estava no hospital aguardando a liberação dos médicos para levar a sua amada para casa, onde ela seguirá com tratamento. “Hoje é o dia mais esperado. Eu tô indo pra Samel pra fazer os preparativos para saída da Eva”, disse ele a caminho do hospital.

A saída de Eva foi acompanhada por familiares e amigos. A equipe médica também comemorou a saída da cantora.

Eva foi diagnosticada com Covid em janeiro de 2021 enquanto estava grávida do seu terceiro filho, Ethan Levi. A cantora deu à luz e permaneceu internada. Em decorrência do vírus a mulher sofreu sequelas neurológicas e pulmonares, após ser entubada e ter duas paradas cardíacas. 

A família está com uma campanha de arrecadação, já que a partir da agora ela terá que ter cuidados médicos durante 24 horas, em casa. Uma equipe irá acompanha-la e todos os procedimentos já foram feitos para que ela continue o tratamento em casa. A cantora ainda não fala e precisa de cuidados especiais.

É possível doar qualquer valor por meio do PIX solpetrus@gmail.com. Mais informações podem ser obtidas através do número: (92) 98823-3318.

Leia Também

error: Conteúdo protegido contra cópia!