No México, Wilson Lima divulga oportunidades de negócios no Amazonas

Facebook
Twitter
WhatsApp

O governador Wilson Lima reforçou, durante a sua presença na 13ª Reunião Anual da Força-Tarefa de Governadores pelo Clima e Florestas (GCF Task Force), no México, que o estado do Amazonas possui diversas oportunidades de negócios para investidores, e garantiu a cooperação de comércio em bioeconomia. O gestor do maior estado brasileiro destacou que tem buscado parceiros para investimentos em áreas com foco na Sustentabilidade, no Turismo e em Tecnologias.

ADVERTISEMENT

“A gente tem trabalhado muito com aqueles países que têm interesse em fazer investimentos na Amazônia, tem trabalhado com aqueles países que têm interesse em nos ajudar com essa questão da conservação”, afirmou o governador Wilson Lima, que presidiu até ano passado o GCF Task Force, trazendo para a capital do Amazonas, em março de 2022, um encontro do grupo.

Durante o encontro, o governador assinou um Memorando de Entendimento para intensificar cooperações para o comércio de produtos da bioeconomia. Também foi criado um grupo de trabalho interno voltado exclusivamente à bioeconomia e, por meio dele, deverá ser elaborado um Plano de Ação para o alcance de metas específicas, de forma integrada, até o final de 2023.

No documento, assinado também pelos demais membros da Força-Tarefa, os Estados se comprometem a encorajar investimentos e a criação de empregos associados ao desenvolvimento da bioeconomia, bem como a explorar mecanismos de financiamento para aumentar o diálogo nacional e internacional sobre medidas para alavancar o setor.

“Estamos assinando um memorando de entendimento para poder ampliar esse escopo da Câmara de Comércio e fazer com que outros produtos, principalmente da bioeconomia, possam estar em outros mercados e principalmente naqueles mercados em que se garante um valor melhor a esse produto”, explicou Wilson Lima.

Ele garantiu que o Governo do Amazonas tem trabalhado junto às comunidades, em especial aquelas de Reservas de Desenvolvimento Sustentável, oferecendo tecnologia e financiamentos para garantir a qualidade dos produtos.

‘Investir no Amazonas é investir no futuro’
Durante o evento, Wilson Lima apresentou oportunidades de investimentos com foco no desenvolvimento sustentável, a exemplo do Programa Guardiões da Floresta, maior iniciativa de Pagamentos por Serviços Ambientais do mundo, que atende mais de 14 mil famílias de 28 Unidades de Conservação (UCs).

O governador também falou sobre o turismo de base comunitária no estado, que conta atualmente com 27 pousadas em Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS). A busca é por qualificação, ordenamento e apoio para melhorar a estrutura dessa atividade turística.

Outro ponto de destaque no quesito investimento no Amazonas é o crédito de carbono. Wilson Lima expôs a regulamentação da Lei Estadual de Serviços Ambientais e informou que o Governo do Amazonas dispõe de mais de 809,6 milhões de toneladas de carbono equivalente (tCO2e) para venda.

O potencial de captação, segundo ele, é de até R$ 2,4 bilhões. “Reduzir a pobreza e conservar florestas é possível”, ressaltou o governador Wilson Lima, acrescentando que “investir no Amazonas é investir no futuro”, reforçando uma frase de destaque que consta no material informativo entregue durante o evento, com um resumo dos potenciais de negócios no estado.

Infraestrutura, tecnologia e educação
Na área de infraestrutura, o Governo do Amazonas trabalha na ampliação do Projeto Água Boa, que abastece com água de qualidade comunidades rurais. O serviço já funciona em 20 municípios e 33 comunidades, beneficiando mais de 205 mil pessoas. A meta é chegar a 800 mil.

Ainda nessa área, o estado busca parcerias para implantação do transporte público com energia limpa, uma meta do governo Wilson Lima na iniciativa Race to Zero. O Estado já iniciou o processo de aquisição de ônibus elétricos para a capital, Manaus.

Outra demanda é a busca por parcerias para ampliar a oferta de internet no interior da Amazônia amazonense. Conectadas por fibra óptica, 12 cidades já contam com serviços digitais. O programa Conecta Amazonas vai levar internet gratuita a 30 comunidades rurais.

Na Educação, o governador Wilson Lima anunciou, durante o encontro com os governadores, o projeto “Escola da Floresta”, que vai levar a educação de qualidade da rede pública estadual para áreas protegidas, com foco na Educação Ambiental, sustentabilidade e saberes tradicionais, além da busca por melhorar a qualidade de vida nessas áreas.

Outro item da educação que vem sendo referência e em cuja ampliação o governo já trabalha é o ensino bilíngue, que aumenta as oportunidades para estudantes da rede pública. A busca é por parcerias com embaixadas e consulados para elevar a oferta desse tipo de ensino, que já tem cooperações para oferecer ensino bilíngue em inglês, japonês, francês e espanhol.

Na área de tecnologias, há oportunidades de ampliar a política de apoio à Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) estruturada e do Plano para implantar o Núcleo de Alta Performance, voltado à qualificação em CT&I. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) conta com 73 programas de investimento e mais de 10 mil projetos de pesquisa apoiados.

Economia verde
Na área econômica, o governador Wilson Lima disse que o Amazonas conta com a Zona Franca de Manaus, o modelo econômico mais exitoso do Amazonas, com mais de 600 fábricas instaladas, que reúnem incentivos fiscais, gerando mais de 100 mil empregos que auxiliam na preservação da Amazônia.

Outra área com potencial de negócios está na bioeconomia. Um exemplo é o Polo Agroindustrial de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus), em estruturação para industrialização de frutas, extratos naturais e fitoterápicos. Há ainda potencial para projetos de beneficiamento sustentável de madeira, do pescado e de bens minerais no interior.

Por fim, o governador destacou o mercado do Gás Natural, citando a aprovação do Marco Regulatório do Gás, atraindo novos investidores para o estado. Wilson Lima disse que essa é a terceira melhor legislação do Brasil para a exploração do mercado de gás natural, apresentando menor custo do produto, estimulando o crescimento econômico e industrial, gerando emprego e renda de forma sustentável.

Leia Também

plugins premium WordPress
Verified by MonsterInsights