Putin manda forças nucleares entrarem ‘em alerta’ e ameaça Ocidente

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, convocou seu ministro da Defesa, Serguei Choigu, e do Estado Maior, Dmitry Yuryevich Grigorenko, e ordenou que as forças nucleares do país entrem em “regime especial de alerta”.

O presidente russo respondeu às sanções impostas ao país de forma ríspida. “Os países ocidentais não estão apenas aplicando sanções econômicas nada amigáveis. Seus líderes de Estado têm feito pronunciamentos agressivos sobre nosso país. Por isso, ordenei que coloquem as forças de dissuasão da Rússia em regime especial de alerta”, afirmou o presidente.

A ameaça fez as grandes potências reagirem imediatamente. A Casa Branca disse que a medida “obedece a um padrão de fabricação de ameaças que não existem. A Rússia nunca esteve sob ameaça da Otan”, disse o governo americano.

A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), Linda Thomas-Greenfield, fez alertas sobre o risco da media. “Putin colocar as armas nucleares em alerta, mostra que o líder russo está escalando o conflito de uma maneira que é inaceitável”, criticou.

Leia Também