Pastor é afastado de igreja após fazer performance como drag queen

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O caso teve início após o pastor se apresentar de drag queen , com peruca rosa, unhas postiças e outros adereços.

O pastor Graig Duke, foi afastado permanentemente da igreja metodista Newburgh United, na qual ele congregava, O fato ocorreu após a repercussão polêmica de uma apresentação que ele fez para um plateia em Indiana (EUA) em que Graig se vestiu de Drag Queen, para a série da HBO “Nós estamos aqui”.

Durante a apresentação, o pastor dublou a música “We R Who We R”, da cantora Kesha. Ao final, ele disse: “Se você está se perguntando se há esperança e um futuro e um Deus que ama você: Há! Não espere ter permissão para fazer o que foi feito para você fazer. Ame a todos”.

A apresentação foi mal vista pelos líderes da igreja, que imediatamente afastaram o pastor e enviaram um e-mail aos fies confirmando que a partir do dia 1º de dezembro, ele Graig estaria ‘dispensado de seus deveres pastorais’.

Com a medida, ele deixa de fazer pregações à congregação local e recebe um corte “significativo” no salário até os dados de 28 de fevereiro, quando deve deixar a residência oferecida pela denominação junto de sua esposa, Linda Duke, definitivamente.

Sem preconceitos

O caso teve início depois que o pastor Graig Duke se apresentou de drag queen , com peruca rosa, unhas postiças e outros adereços.

Em entrevista ao Religion News Service, o pastor disse que ele se afastou. “Chegou ao ponto em que o conflito e a raiva cresceram demais e, portanto, para minha saúde mental também, eu comecei a recuar, e disse ao meu superintendente distrital que o conflito era tanto que eu era incapaz de ser um líder eficaz”.

Leia Também