Mulher mente para marido sobre ter Alzheimer e furta dele mais de R$ 3,3 milhões

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Ela passou anos enganando o marido. O dinheiro que a mulher furtava era depositado em uma conta que ela mantinha em segredo.

Uma idosa de 63 anos foi presa nos Estados Unidos após convencer o marido que tinha Alzheimer e furtá-lo por 20 anos. A quantia total do dinheiro pego chega a cerca de R$ 3,3 milhões. Ela foi acusada de furto de primeiro grau e falsificação de terceiro grau.

A mulher, identificada como Donna Marino, forjou a assinatura do marido em documentos, cheques e acordo previdenciários. Além disso, ela penhorou pertences valiosos como joias e moedas raras.

Em depoimento, ela disse que forjou o diagnóstico para que o marido não descobrisse que ela tinha retirado dinheiro da conta que tinham em um banco. A mulher se aproveitou que marido tinha um caso da doença na família para convencê-lo mais facilmente.

Em 2019, as movimentações financeiras chamaram atenção da filha da vítima, mas a polícia só entrou no caso em 2020, quando o próprio marido acionou a polícia informando que a esposa controlava suas finanças há mais de 20 anos.

A polícia identificou uma conta que Donna mantinha em segredo, onde a quantia estava depositada. Ela usou uma procuração para fraudar declarações de imposto de renda com o nome do marido. Hoje, o homem vive com a filha na Flórida. Segundo ela, ele “Não consegue acreditar” no que viveu.

Leia Também