Ex-premiê japonês Shinzo Abe é assassinado a tiros em comício

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O povo japonês, lideranças globais e imigrantes que vivem no Japão estão em estado de choque, após assistirem o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe ser assassinado diante da popualção que acompanhava seu discurso nesta sexta-feira (8) em Nara, perto de Quioto. Além de ser uma autoridade reconhecida internacionalmente, o crime chocou pela violência armada, ato raro no Japão.

A polícia japonesa deteve um suspeito do ataque, Tetsuya Yamagami. Ele tem cerca de 40 anos. Ele confessou o crime e disse que fez por conta própria a arma caseira. Tetsuya disse que não tem motivação política, mas apenas não gostava de Abe.

Shinzo Abe, de 67 anos, foi primeiro-ministro do Japão entre 2006 e 2007 e, depois de 2012 a 2020. Foi o líder japonês com maior longevidade no cargo, e só saiu porque estava doente.

O comício desta sexta-feira ocorria antes das eleições para o Senado japonês, marcadas para domingo (10).

Leia Também