Brasileira presa na Tailândia com R$ 7,5 milhões em drogas liga para a família agoniada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A jovem Mary Hellen Silva, de 21 anos, foi presa, junto com dois homens, assim que desembarcaram na Tailândia na segunda-feira (14). O valor da carga é estimulada em R$ 7,5 milhões. Os três saíram do Brasil a partir do aeroporto de Curitiba (PR) levando as drogas distribuídas nas malas.

Conforme informações da família, faz uma semana que não há notícias sobre ela. 

Segundo Mariana, a família ficou sabendo da prisão de Mary Hellen por um áudio da própria irmã, enviado a partir de um aplicativo. 

“No domingo passado, ela fez contato comigo. Ela me mandou um áudio desesperada falando que tinha sido presa na Tailândia. Pediu para eu ajudar ela de alguma forma, entrar em contato com a embaixada brasileira. Pra mim, ela estava viajando para Curitiba atrás de algum namorado, estas coisas que os jovens fazem”, relatou.

A Tailândia é um dos países onde o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte, a depender da quantidade e das circunstâncias. Em entrevista, neste domingo (20/2), a irmã de Mary Hellen, Mariana Coelho, afirmou que a família da jovem está muito preocupada. “Nosso objetivo é que ela não pegue a prisão perpétua ou pena de morte.”

Fazendo tratamento contra um câncer, a mãe presicou ser internada assim que soube da prisão da filha em outro país. 

“A gente quer saber o que está acontecendo. Eu acho que ela não sabia de nada disso, pra mim ela foi enganada, induzida”, afirmou Mariana.

O Itamaraty informou que, por meio da embaixada de Bangkok, acompanha a situação e presta toda assistência aos brasileiros.

Leia Também