Mulher suspeita de mandar matar a própria namorada em Iranduba é presa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Jessyca Tayane da Silva Souza, de 28 anos, foi presa na manhã desta segunda-feira (25), mediante mandado de prisão temporária, cumprido por policiais civis da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus). Ela é apontada como mandante do homicídio de Rayssa Rodrigues de Azevedo, que tinha 23 anos, no dia 30 de maio de 2020. A prisão ocorreu próximo à praça Três Poderes, naquele município.

O delegado Raul Augusto Neto, titular da 31ª DIP, explicou que a mulher e a vítima mantinham um relacionamento amoroso que envolveria também um integrante de um grupo criminoso, e a motivação do crime seria uma troca de mensagens de Rayssa com um suposto policial.

“Um dia antes dos fatos, as duas estavam ingerindo bebida alcoólica, momento em que Jessyca, supostamente, teria visto mensagens no telefone de Rayssa. A mandante avisou ao criminoso sobre as supostas mensagens, e, prontamente, o mesmo marcou um encontro com a jovem. Ao chegar no local, a vítima foi surpreendida com disparos de armas de fogo, efetuados pelo indivíduo”, explicou.

O mandado em nome da infratora foi expedido em março deste ano, pela juíza Dinah Câmara Fernandes, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Iranduba. Jessyca responderá por homicídio e ficará à disposição da Justiça.

Leia Também