Publicidade

Mulher revela que irmã matou sobrinha e deixou um mês na geladeira para se vingar: ‘monstro’

Facebook
Twitter
WhatsApp

É triste e chocante o relato da irmã de Ruth Floriano, dado nesta terça-feira (29), ao delegado que investiga a morte de Alany, de 8 anos, a filha que a suspeita matou para se vingar do ex. A criança foi esquartejada e deixada na geladeira por um mês, no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo.  “Uma mãe que faz isso é um monstro”.

ADVERTISEMENT

A mulher não quer se identificar, mas disse para a imprensa que está sem palavras. “Não consigo acreditar até agora, é como se eu quisesse que fosse mentira”, afirmou. A mulher disse sentir “impotência e raiva ao mesmo tempo”. A criança foi morta a facadas e depois usou drogas para ter coragem de desmembrá-la.

Ela e a família já sabem que a menina foi morta por vingança. “Ela fez para atingi-lo e atingiu. Mexeu com a estrutura dele e de toda a família”, afirmou.

Alany só foi descoberta pela sogra da assassina, que confessou o crime após o corpo ser achado. No sábado (26), a mãe matadora deixou a chave  com a sogra, que desconfiava que ela tinha armas ou drogas escondidas na geladeira e decidiu abrir, mas deu de cara com o cadáver esquartejado.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!