Publicidade

Mulher brutalmente assassinada e colocada dentro de saco é reconhecida pela mãe em Manaus

Facebook
Twitter
WhatsApp

Uma idosa de 63 anos confirmou que é a filha, Rita da Silva Costa, de 32 anos, a mulher que foi encontrada morta dentro de um saco plástico na avenida dos Oitis, no bairro Distrito Industrial 2, Zona Leste de Manaus, no último dia 15. A família conseguiu dar um enterro digno à vítima a última sexta-feira (22).

ADVERTISEMENT

Rita estava desaparecida desde o dia 7 de setembro, quando saiu de casa e foi beber com as amigas em um bar na avenida Max Teixeira, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. Depois, familiares não tiveram mais informações sobre ela.

Após alguns dias, um corpo já esqueletizado foi encontrado em área de mata na Zona Leste. O reconhecimento só foi possível por causa do sapato que a vítima usava e também a duas tatuagens que ainda eram possíveis de se ver em parte do corpo.

A vítima foi bastante torturada e ainda estava com as mãos e pés amarrados e um pano em volta do pescoço. Foi um funcionário de uma empresa de telecomunicações da área que acionou a Polícia Militar após encontrar o cadáver.

A princípio a família informou que Rita era ameaçada pelo ex-marido, mas o mesmo disse que não sabia do desaparecimento dela e ainda ajudou com os custos do velório. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!