‘Minha filha está traumatizada’, diz mãe de garota estuprada por mototaxista em Manaus; ele foi espancado

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um mototaxista identificado como Gilson Casquilho Ferreira, de 48 anos, foi espancado na tarde desta segunda-feira (12), na rua Bela Vista, bairro Tancredo Neves, Zona Leste, após ser reconhecido como um suposto estuprador. O crime teria ocorrido no dia 15 de agosto e a vítima é uma adolescente de 15 anos que estava na saída da escola.

A jovem estava retornando para casa quando pediu a corrida do mototaxista. No caminho, no entanto, ele teria desviado a rota e a levou a uma área de mata. Com uma faca, Gilson teria a ameaçado e praticado o ato.

Após o ocorrido, a menina chegou em casa e contou tudo para a família. “O mototáxi pegou ela, ameaçou com uma faca e levou ela para um lugar abandonado e estuprou. Jogou ela no meio na rua e ela chegou em casa toda ensanguentada”, contou a mãe da vítima.

Em seguida, mãe e filha foram até a delegacia, registraram a ocorrência e após algumas pesquisas, a mulher conseguiu identificar o suspeito e encontrou fotos nas redes sociais, a divulgando posteriormente.

Nesta segunda-feira, populares na avenida Autaz Mirim, na Zona Leste, reconheceram o homem e o espancaram. Eles também levaram o suspeito até a casa da menina, que confirmou que ele teria sido o autor do estupro.

“É revoltante, porque eu acho que não é só a minha filha, acho talvez tenham mais vítimas. Minha filha está traumatizada até hoje”, contou a mãe, mais aliviada por saber que o homem seria preso.

Gilson ficou apanhando, levando golpes na cabeça, até a chegada da polícia. Ele foi levado ao Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, para receber curativos, e depois foi encaminhado à delegacia onde a vítima prestou depoimento.

Leia Também