Marido é preso por deixar esposa e filhos por 17 anos em cárcere privado

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Luiz Antonio Santos Silva, conhecido na vizinhança como “DJ”, foi preso na manhã desta quinta-feira (28) após manter a esposa e os dois filhos, de 19 e 22 anos, por 17 anos em cárcere privado. Eles eram maltratados e não se alimentavam. O caso ocorreu em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A família foi libertada após denúncias. Os filhos estavam subnutridos e tinham aparência de crianças de 10 anos. Eles eram amarrados pelos pés, torturados, e a esposa também sofria violência.

De acordo com informações de policiais militares do 27ºBPM, vizinhos chamavam o homem de DJ porque ele costumava colocar música alta em casa. Ele fazia isso para abafar o som das agressões e os pedidos de socorro.

As vítimas chegavam a gritar pedindo por comida e alguns vizinhos ouviam, mas nunca conseguiram ajudar as vítimas. No entanto, após 17 anos e mais uma denúncia, a polícia chegou ao local e conseguiu resgatá-los, já que o estado de saúde estava muito debilitado e foi necessário a remoção para o hospital

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a mulher e os filhos apresentam quadro de desidratação e desnutrição grave e estão recebendo todos os cuidados clínicos necessários, além do acompanhamento dos serviços social e de saúde mental. Um dos filhos não conseguia ficar em pé tamanha a fragilidade.

O Conselho Tutelar de Guaratiba disse que acompanha o caso há dois anos, que chamou o Ministério Público e a polícia, mas nada foi feito até então.

Luiz vai responder por sequestro ou cárcere privado, vias de fato, maus-tratos e crime de tortura. A vizinhança estava chocada e emocionada com o ocorrido.

Leia Também