Publicidade

Maquina de fabricar cigarros com 5 toneladas some de lugar seguro. Ninguém viu.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Uma máquina de fabricar cigarros do tamanho de um caminhão desapareceu de um dos locais considerados mais seguros do Rio de Janeiro: a Cidade da Polícia, o centro de operações da Polícia Civil no estado. O equipamento, com mais de 6 metros de comprimento, quase 2 metros de altura e pesando mais de 5 toneladas, foi levado furtivamente durante a noite. A polícia só percebeu o sumiço da máquina quatro meses depois, como foi revelado de forma exclusiva pelo RJ2 nesta quarta-feira (20).

Funcionam na Cidade da Polícia 15 delegaciasespecializadas – órgãos ligados à chefia da corporação – e trabalham mais de três mil agentes.

A máquina estava guardada num galpão onde fica o depósito de bens apreendidos da Delegacia de Cargas, que fica nos fundos do complexo.

O equipamento havia sido apreendido numa operação realizada em julho de 2022, em uma ação de outra unidade, o Departamento-Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro.

A investigação era contra um grupo que mantinha 23 paraguaios e um brasileiro em situação análoga à escravidão. Os trabalhadores eram obrigados a trabalhar numa fábrica clandestina de cigarros, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Não recebiam salário

ADVERTISEMENT

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!
Verified by MonsterInsights