Mandante e atirador são procurados pela polícia pelo assassinato de cantor sertanejo em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) informou que além da dupla presa nesta sexta-feira (13), suspeitos na morte do cantor sertanejo Igor Moreira, de 29 anos, outros dois criminosos seguem foragidos. São eles: o mandante Jânio Pacheco de Sales, o Pica-Pau, e Patrick de Lima Batista, o PK, um dos atiradores.

Os suspeitos já presos, Alan Lorenzo Ferreira, 29, vulgo “BH” e Gabriel Mendes Ferreira, 29, vulgo “Dedinho”, confessaram à polícia que mataram a vítima por engano. Segundo o delegado Daniel Antony, não há indícios de que houvesse algum motivo para o cantor ser morto. “Então a gente trabalha com a hipótese de que ele tenha sido, de fato, morto por engano”, disse.

O crime ocorreu no último dia 4 de janeiro, no bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte de Manaus. Igor morreu com mais de 20 tiros quando acabava de chegar de Manacapuru e estava prestes a entrar em casa.

Na ocasião, os assassinos ainda teriam perguntado por uma bolsa com dinheiro e a vítima não soube responder, correndo. O crime foi presenciado pela noiva e o enteado.

Leia Também