Vídeo: Imagens do elevador mostram que latrocínio de Silvanilde aconteceu entre 17h50 e 18h04

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O agente de portaria Kaio Claudino de Souza, de 25 anos, preso como suspeito de ter matado a servidora do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) Silvanilde Veiga, de 58 anos, teria cometido o brutal assassinato entre 17h50 e 18h04. É o que aponta as imagens do circuito de câmeras do elevador do condomínio Gran Vista, no bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus.

O vídeo, obtido pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e que ajudou na elucidação do crime, caracterizado como latrocínio (roubo seguido de morte), mostra Kaio Claudino agitado, batendo as mãos no rosto e com os braços e mãos balançando.

À polícia, ele disse que cometeu o crime sob forte efeito de entorpecentes e desferiu uma facada na vítima. No entanto, a perícia apontou 12 golpes na região do pescoço.

Conforme as imagens, o agente de portaria entra no elevador por volta das 17h48 e para em determinado andar. Ele fica menos de um minuto e retorna. Em seguida, para no 14º andar, onde fica o apartamento de Silvanilde. Ele deixa o elevador às 17h50 e retorna às 18h04.

De acordo com as investigações, Silvanilde por algum motivo abriu a porta às 17h52. A fechadura era eletrônica e moderna, sendo possível ter o registro da hora. É entre esse horário, até às 18h04 que a polícia acredita que Kaio cometeu o latrocínio.

Em depoimento, Kaio disse que usou uma faca de cozinha e pediu dinheiro da vítima. No entanto, ela reagiu, entrou e acabou atingida com um golpe. Desesperado, ele disse que levou o celular de Silvanilde, que posteriormente foi jogado por ele nas imediações do Carrefour da Ponta Negra.

Ainda segundo a DEHS, após os primeiros golpes, o agente de portaria pegou uma faca maior e terminou de matar a servidora do TRT.

Leia Também