Vídeo: Advogado de Manaus que já foi preso por tentar matar a ex posta mensagem racista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Uma postagem feita pelo advogado Marcelo Gonçalves foi classificada como racista por seguidores no Instagram, nesta terça-feira (21). Conhecido por diversas confusões policiais em Manaus, o advogado chegou a ser preso por supostamente tentar matar a ex-namorada, em abril de 2021.

Marcelo postou no stories da rede social, na segunda-feira (20), todos os produtos que usa no seu dia a dia. Ao mostrar um protetor solar, ele escreveu mensagem debochando de quem é “moreno”.

“Pra fechar, um protetor solar porque somos, brancos, né?! Teu boy que é moreno de tanto pegar sol e usa filtro pra ficar branco no Instagram, enganando o povo”, escreveu o advogado em um story, dando a entender que pessoas cuja a pele é mais escura usam filtro do aplicativo para parecerem mais “brancos” e enganar os outros.

Em tom de deboche e se mostrando superior, Marcelo declara que é branco e, ao lado de uma personal trainer, diz que os dois são “loiros e bem-nascidos, brancos, sem filtros, afilados e de bem com a vida”.

Ao dizer essa frase, o advogado desmereceu pessoas negras, que não têm o nariz afilado e que constantemente sofrem racismo.

Na ocasião, a personal Tania, que é loira de cabelo tingido republicou o story, citando que o advogado é “hilário”. No entanto, apagou a postagem logo em seguida.

O advogado ainda não se manifestou sobre as mensagens. A OAB-AM também não se manifestou, ainda.

Histórico

No ano passado, Marcelo foi preso por agredir Victória Mota Pinheiro, de 22 anos, sua ex-namorada. A família disse, na época, que o advogado tinha um ciúme doentio e não aceitava o fim da relação.

Em depoimento, ela afirmou que foi agredida e chegou a desmaiar após ser estrangulada por ele.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM). Segundo a delegada Débora Mafra, entre 2012 e 2015 Marcelo já havia sido denunciado por outras mulheres.

Leia Também