Velório de motociclista morto ao ter o pescoço cortado por linha de cerol é marcado por comoção e revolta

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Muita tristeza e revolta marcaram o velório do trabalhador e motociclista Daniel da Silva Rodrigues, de 20 anos, que morreu na tarde dessa quarta-feira (4), após ter o pescoço cortado por uma linha com cerol, no bairro Zumbi, zona Leste de Manaus.

Familiares e amigos do jovem prestaram as últimas homenagens a ele, na manhã desta quinta-feira (5), na quadra da Escola Estadual Antônio Nunes Jimenez, que fica no mesmo bairro onde ele sofreu o acidente e que era o onde Daniel morava.

Daniel foi atingido pela linha enquanto trabalhava, na avenida Cosme Ferreira. Ele ainda chegou a ser socorrido por policiais militares que faziam patrulhamento naquela área, mas logo após dar entrada no Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio, não resistiu e morreu durante cirurgia.

Familiares que acompanhavam a situação de fora do hospital se desesperaram ao receberem a notícia da morte do motociclista, que deixou em vida a esposa com um filho de apenas três meses de idade.

Leia Também