Vacinas vencidas no AM? Órgãos desmentem reportagem da Folha

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Na tarde desta sexta-feira (2), o site da Folha de Folha de São Paulo divulgou uma matéria informando Dados do Ministério da Saúde mostram que cerca de 26 mil doses da AstraZeneca fora da validade foram aplicadas em 1.532 municípios, incluíndo o Amazonas. A situação causou desconforto na população manauara.

Por meio de notas, os órgãos de Saúde negaram a situação.

“A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas esclarece que todos os lotes de vacina que foram encaminhados pelo o Ministério da Saúde, via Programa Nacional de Imunização (PNI), foram distribuídos em tempo oportuno aos municípios, que são os responsáveis pelo armazenamento, aplicação e informação oficiais do Ministério da Saúde.

A FVS-AM realiza o monitoramento junto às Secretarias Municipais de Saúde em relação ao controle de estoque de vacina, de acordo com lote e data de vencimento e, não há registro, por estas secretarias, de aplicação de doses com data de validade vencida.

No entanto, a coordenação estadual do PNI está monitorando, junto aos municípios, para verificar se pode ter ocorrido falha de registro no sistema de informação; e quais as medidas que serão estabelecidas a partir do resultado desta análise.”

E Semsa disse: “Em relação à reportagem da “Folha de S. Paulo” sobre o suposto uso de vacinas vencidas no país, a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) informa que, desde o início da campanha de imunização contra a Covid-19, não houve registro de lotes vencidos na Divisão de Imunização do Município (Divim), nem a aplicação de qualquer dose fora do prazo de validade.

A secretaria esclarece que todos os lotes recebidos são devidamente registrados nos sistemas de informação, onde também são cadastrados os dados do vacinado, local e hora da aplicação da dose, além dos dados do vacinador. As informações são repassadas ao Ministério da Saúde, para monitoramento e transparência do processo de vacinação. A Semsa vai apurar, junto ao DataSus, a possibilidade de erros nos registros no sistema do Ministério da Saúde.

A Semsa orienta que, em caso de dúvidas, os usuários podem abrir manifestação junto à Ouvidoria Municipal do Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do telefone 0800-092-1603 e 98842-6835, exclusivo para mensagens de WhatsApp.”

Leia Também