Suspeito de matar empresário a tiros na frente da filha é preso em invasão, em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
No dia do crime ele chegou a pedir para a criança chamar o pai e logo em seguida, o executou a tiros dentro de estabelecimento da vítima.

Diemison Ramos da Silva, de 27 anos, foi preso na manhã desta terça-feira 919), suspeito de ter matado o empresário Odsinei Gonçalves dos Santos, de 55 anos, dentro de estabelecimento comercial dele. O crime revoltou a população amazonense pelo criminoso ter executado a vítima na frente da filha dele, uma criança com menos de 10 anos de idade.

O crime ocorreu no dia 23 de julho deste ano, no bairro Japiim, zona Sul de Manaus. O suspeito chegou ao local e pediu para que a filha de Odsinei chamasse o pai. Assim que o empresário apareceu, o criminoso sacou uma arma de fogo e começou efetuar diversos disparos.

Toda cena foi gravada por câmeras de segurança do local. Nas imagens é possível ver que a criança ao perceber que o pai está sendo alvejado corre para fora da loja. Outra criança que também estava no local presenciou tudo.

Após o crime o homem fugiu do local. Odsinei ainda chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo a caminho do hospital.

Motivação

De acordo com o delegado Charles Araújo, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o suspeito revelou que o motivo de ter matado o empresário seria por vingança, pois ambos teriam tido um desentendimento em outra ocasião, porém, a versão pode ser outra.

“Ele alega que a motivação foi uma suposta discussão que ele teve com a vítima, mas isso não está claro nos autos. Nós também temos a hipótese de ele ter sido mandado para matar o empresário, através de traficantes que estariam incomodados com ele”, revelou o delegado.

Ainda segundo Charles, traficantes daquela área estariam desconfiados de que Odsinei teria feito denúncias à polícia contra eles.

Colaboração da população

O suspeito foi preso após denúncias da população, que levou a polícia até sua localização, na invasão Milênio, no bairro Nova Cidade na Zona Norte,  após quase três meses foragido. 

O delegado conta que no momento da prisão ele ainda tentou fugir saltando os quintais das casas, mas a área estava cercada e ele não conseguiu escapar.

Leia Também