Prefeitura inclui dez novos grupos prioritários na vacinação contra influenza em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A Prefeitura de Manaus inclui, a partir desta segunda-feira, 30/5, dez novos grupos prioritários na Campanha de Vacinação contra a Influenza. O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Djalma Coelho, informou que o público foi ampliado após o recebimento de novas doses pelo Ministério da Saúde.

As vacinas poderão ser tomadas pelos seguintes grupos: pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso (motorista e cobrador); trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

“Com a inclusão dessas pessoas, a Semsa passa a vacinar todos os grupos prioritários preconizados pelo Ministério da Saúde para a campanha deste ano. A vacinação começou no dia 4 de abril, e infelizmente ainda estamos com baixos índices de procura. Faço um apelo para que todos os contemplados busquem o imunizante nas unidades de saúde, e contribuam para a ampliação da cobertura vacinal na cidade”, disse o secretário.

Djalma explicou que a vacinação contra influenza (gripe) é feita com a trivalente, vacina que tem eficácia contra três tipos de cepas do vírus (H1N1, H3N2 e linhagem B/Victoria). Até a última quinta-feira, 26, a Semsa havia aplicado 247.822 doses da vacina nos grupos inseridos até o momento.

“Nós reforçamos que os grupos anteriores, que são idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, professores, trabalhadores de saúde, gestantes e puérperas, continuam a ser vacinados. A meta é vacinar 90% desse público, estimado em 603.921 pessoas”, completou.

A vacina contra a influenza é ofertada em 171 salas de vacina da Semsa, com os endereços e horários de atendimento disponíveis no site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br) ou diretamente pelo link bit.ly/salasdevacinamanaus. O secretário reforçou, ainda, que a vacina tríplice viral, contra o sarampo, rubéola e caxumba, segue disponível para crianças de seis meses a menores de 5 anos e trabalhadores da saúde.

Documentos

Conforme Djalma, os usuários precisam apresentar, no local de vacina, um documento de identificação com foto (ou certidão de nascimento, no caso das crianças) e o cartão de vacina.

Segundo ele, o comprovante de vínculo empregatício (crachá ou contracheque) é exigido para trabalhadores portuários, trabalhadores de transporte coletivo, Forças Armadas, forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional. Os caminhoneiros devem apresentar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria C, D ou E.

Ainda conforme Djalma, a vacinação dos jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas ocorrerá dentro das instituições, assim como a imunização da população privada de liberdade será feita dentro das unidades prisionais.

As pessoas com deficiência permanente devem apresentar laudo médico ou cartão de estacionamento, e as pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais precisam levar o laudo médico ou carteira do programa do qual faz o acompanhamento.

O Ministério da Saúde incluiu na campanha as pessoas com doença crônica respiratória, cardíaca, renal, hepática ou neurológica, além de condições clínicas especiais, como diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias. A lista completa das indicações está disponível no site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br).

Leia Também