Polícia Civil do AM orienta sobre como se prevenir de crimes comuns em festas juninas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

As festas juninas já começaram, e as pessoas aproveitam a ocasião para ir aos arraiais com a família, em momento de lazer, para aproveitar as comidas típicas, danças e músicas da época festiva. Tendo em vista isso, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) alerta a população sobre como se prevenir de crimes comuns nesse período, em que há grande concentração de pessoas.

Comumente, infratores aproveitam esses eventos que ocorrem em várias partes da cidade, para cometer crimes como roubos e furtos.

O delegado Fabiano Rosas, titular do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP) destaca que as pessoas devem tomar cuidado redobrado nesses locais, para que possam usufruir do momento de lazer sem passar por nenhum tipo de transtorno.

“Em festas, as pessoas tendem a ficar mais tranquilas em relação aos seus pertences, mas, é importante ficar atenta ao seu redor, observar as pessoas que se aproximam, tomar cuidado com bolsas e aparelhos celulares, e não os deixar no bolso de trás da roupa. Evitar também deixar objetos de valor no interior dos veículos”, ressaltou o delegado.

A autoridade policial salientou ainda que as pessoas que utilizam transporte de aplicativo de mobilidade urbana devem solicitar a corrida em ambientes iluminados e que sejam mais movimentados. Além disso, é importante ter atenção com crianças, para que elas não se percam dos responsáveis.

“Normalmente os infratores chegam em grupos de cinco ou mais pessoas, se aproximam das vítimas e subtraem aparelho celular, cordões, bolsas ou outros objetos de valor. Em seguida, eles se infiltram no meio das demais presentes no evento, evitando a identificação, ou passam rapidamente o objeto para outro integrante do grupo criminoso”, detalhou Fabiano Rosas.

Denúncias

Caso identifiquem indivíduos cometendo esses delitos, os policiais presentes no evento devem ser imediatamente acionados. As vítimas ou testemunhas também devem comparecer à delegacia mais próxima de onde o fato ocorreu e registrar um Boletim de Ocorrência (BO), fornecendo o máximo de informações sobre o fato criminoso.

É possível ainda ligar para o número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), sem precisar se identificar.

Leia Também