Empresário sequestrado é resgatado em Manaus; dupla é presa em flagrante

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Rafael Queiroz de Lima, 19, e Rildo da Silva Souza Junior, 34, foram presos na noite desta sexta-feira (4), suspeitos no envolvimento no sequestro de um empresário, de 58 anos, em Manaus.

De acordo com a delegada Deborah Barreiros, adjunta da DEHS, o crime ocorreu na manhã de ontem (04/03), por volta das 10h45, no bairro Mauazinho, zona leste, e as equipes tomaram conhecimento por volta das 13h, após a família realizar a denúncia.

“Nossos investigadores passaram a monitorar as informações fornecidas e rastrear as contas bancárias. Durante a investigação, percebemos que foram efetuados depósitos para liberação da vítima. A partir disso, conseguimos chegar até Rafael, e apreender com ele, a quantia R$ 8 mil, no bairro Compensa, zona oeste”, detalhou a autoridade policial.

Ainda conforme Deborah, diante das informações obtidas, e com análise de ferramentas de Inteligência da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), e, ainda, com o monitoramento do Cerco Inteligente da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), foi possível chegar ao veículo utilizado no crime.

A DEHS contou com o apoio da Força Tática da Polícia Militar (PMAM), que efetuou a abordagem de um carro modelo Kwid, no bairro São Francisco, zona sul, e prendeu Rildo.

Ele confessou sua participação no crime, dizendo-se motorista de aplicativo de transporte privado, e que não conhecia as pessoas para quem trabalhou, e, ainda, que estava esperando para receber seu pagamento.

Após as prisões dos indivíduos, foi revelado o paradeiro da vítima, que estava em uma área de mata, no bairro Mauazinho, zona leste. Os policiais foram ao local, momento em que, indivíduos não identificados, fugiram e o homem foi resgatado com a sua integridade física preservada.

Foto: Divulgação/PC-AM

“Ao chegar no local do cárcere, observamos que  havia caixas de remédios controlados, possivelmente, para sedar a vítima. O que indica que eles não pretendiam liberá-la de forma rápida”, informou a delegada.

Foto: Divulgação/PC-AM

A autoridade policial relatou, ainda, que o grupo criminoso é composto por, pelo menos, sete participantes, e as investigações continuam para localizar e prender os infratores.

Rafael e Rildo irão responder pelos crimes de extorsão mediante sequestro e organização criminosa. Após os procedimentos na DEHS eles serão encaminhados para audiência de custódia, onde ficarão à disposição da Justiça.

Leia Também