Aparentemente sob efeito de drogas, cabo dos Bombeiros ‘surta’ a atira para todos os lados em bar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Por 'sorte' uma grande tragédia não aconteceu no bar no momento que o militar começou a atirar.

Um cabo militar do Corpo de Bombeiros foi detido na noite desse sábado (9), após surtar dentro do “Boteco Caminho d’Kasa”, localizado na avenida das Torres, na zona Centro-Sul da capital, atirando para todos os lados. Nenhuma pessoa que estava no local ficou ferida. O bombeiro estava aparentemente sob efeito de drogas.

A ação foi toda gravada por câmeras de segurança do local. Nas imagens é possível ver o momento que o militar começa a gritar e perguntar pelo cartão dele. Em seguida, ele começa a tirar para todos os lados.

Todos que estavam no local ficaram desesperados e saíram correndo do loca, inclusive os funcionários e membros de uma banda que tocava no local.

Durante toda ação ele gritava enquanto um suposto colega dele tentava detê-lo. No meio da confusão, o homem ainda chutou um dos artistas que estava tentando sair do local.

O bombeiro já havia ingerido bebidas alcoólicas e segundo funcionários de estabelecimento, o cartão que ele cobrava aos berros estava todo tempo no bolso dele.

O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O Corpo de Bombeiros se posicionou sobre o caso por meio de nota. Segundo a nota, as informações acerca do ocorrido será encaminhada para a Corregedoria de Segurança Pública.

Veja a nota da íntegra:

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) vem a público para esclarecer quanto às medidas em relação ao suposto caso envolvendo um militar da corporação que atirou a esmo em um estabelecimento comercial localizado na zona Sul de Manaus, ocorrido no dia 9 de outubro .

O CBMAM encaminhará as informações para que a ocorrência seja apurada pela Corregedoria de Segurança Pública observando os princípios do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa.

O CBMAM ressalta ainda que não compactua e nem tão pouco aprova uma conduta adotada por parte do militar.

Veja o momento gravado pelas câmeras do estabelecimento:

Leia Também