Mais de 600 artistas locais estão na proramação do Sou Manaus Passo a Paço 2022; confira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou nesta sexta-feira, 26/8, as atrações locais do maior festival de artes integradas da região Norte do país, o “#Sou Manaus Passo a Paço 2022”, durante coletiva de imprensa realizada no auditório da Prefeitura de Manaus, localizado na avenida Brasil, nº 2.971, no bairro Compensa, zona Oeste.

Neste ano, o evento tem recorde de participação de artistas locais, serão mais de 660 trabalhadores da cultura dos segmentos artísticos de música, artes visuais, audiovisual, circo, dança, hip-hop, literatura, tradições culturais e teatro, somados a 70 profissionais da gastronomia e mais de 60 artesãos envolvidos durante a realização do festival multicultural, que acontece nos dias 3, 4, 5 e 6 de setembro, no centro histórico da cidade.

Durante o anúncio, o prefeito destacou os investimentos na cultura e que o festival promete posicionar Manaus entre os maiores destinos turísticos da América Latina, além de potencializar a carreira dos artistas locais no cenário nacional.

“Nós vamos vender esse evento para o mundo, eu quero ser o prefeito que vai fazer Manaus ser conhecida pela sua arte, pela sua cultura e nós vamos dar os holofotes necessários para os artistas locais para que o mundo conheça todos eles. Esse é o primeiro da nossa gestão, após a pandemia, nós conseguimos atrair mais de 660 artistas locais. Nós estamos gerando emprego para empreendedores também individuais, são 60 barraquinhas, 70 mestres de gastronomia, dessa forma nós vamos maximizar o aumento de recursos, os investimentos na cultura que nós vamos ampliar a partir do ano que vem”, garantiu David Almeida.

O prefeito deu prazo de um ano para a inauguração do “Mirante do Centro”, além do “Largo da Ilha de São Vicente’”, que serão os próximos locais de ocupação cultural de Manaus. “Nós temos ideias grandes, planejamentos grandiosos para esse evento que nós queremos que seja uma atração turística da nossa cidade. Nós temos a prospecção de fomentar todas as artes na nossa cidade neste que já é o maior evento de artes integradas do Norte do Brasil”, afirmou.

Line-up regional

Buscando reforçar o legado de valorização da cultura local e o respeito às diversidades, o “#SouManaus Passo a Paço 2022” conta com uma line-up regional diversificada com a participação de artistas de vários estilos musicais entre brega, forró, gospel, pop, rock, eletrônico, hip-hop, indie rock, funk, rap, pagode, samba, rock pop, entre outros.

O festival terá como âncora o palco Tucupi, localizado dentro do porto de Manaus, local com vista para as margens do rio Negro e mais de 43 mil metros quadrados, que será palco das atrações regionais: Banda Alaídenegão; DJ Marcos Tubarão; Kurt Sutil; Cangas do Forró; DJ Layla Abreu; Nunes Filho; Official 80; Uendel Pinheiro; Shelter; DJ Pimenta Com Sal; Banda The Stone Ramos; Tambores Pentecostais; DJ Alex Silva; Jander Rios; Banda Templos; e Maranata Worship.

O diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, explicou o processo de seleção dos artistas e ressaltou a importância da realização de um festival como o “#SouManaus” para a cultura local.

“O festival não vai apenas resgatar, mas vai valorizar os mais diversos segmentos artísticos. Nós passamos por um processo seletivo muito árduo de uma responsabilidade imensa, nós estabelecemos dois critérios, um objetivo e subjetivo, e tiramos como norte a primeira enquete que o prefeito lançou, e assim fomos evoluindo os critérios, como o portfólio, montando internamente um grande elenco de artistas também dentro da secretaria de cultura, recebemos as inscrições, recortes de jornais desses artistas, redes sociais, e a partir disso fizemos a seleção. Tivemos aqueles que não conseguimos colocar no ‘#SouManaus’, mas vão continuar com a gente no projeto ‘Arte Pela Cidade’, é isso que nós queremos para os nossos artistas, a valorização de cada um deles”, enfatizou Oliveira. 

Um dos artistas mais pedido pelo público, o cantor, compositor e produtor cultural, Kurt Sutil, rapper desde 2017, que produz diversas vertentes do gênero desde o boom bap ao trap, conta que o festival será uma vitrine para mostrar o potencial do rap regional para o país.

“Essa é a primeira vez que eu vou tocar no Paço e eu estou muito feliz e ansioso com o convite. Para mim, que sou de uma cena mais marginalizada e que ainda sofro muitos boicotes, tocar num festival com a estrutura do ‘#SouManaus Passo a Paço’ é uma grande oportunidade de entregar para o meu público algo muito incrível e que mostre o potencial que os artistas de rap do Norte possuem”, comentou Kurt Sutil.

No segundo maior palco do festival, o Caboquinho, apresentam-se artistas regionais como Gang do Forró; DJ Rafa Militão; Marcia Novo; Casa de Caba; DJ Emilio; Banda Agenor, Agostinho e Léo; Antônio Bahia; Conduta 092; Jr Rodrigues e Dudu Brasil; DJ Leandro Menezes; Mikael; Forro Delivery; DJ David Michilis; Vertical; Tony Salles; e Banda Atrium.

O guitarrista do grupo musical Alaídenegrão, Rafael Ângelo, que se apresenta no primeiro dia de festival, no Palco Tucupi, revela que no repertório da banda estarão algumas composições novas.

“Nossa expectativa é alta, todos os nossos shows foram bacanas, foram boas apresentações nas edições anteriores, nosso público gosta e comparece a esse tipo de evento. Então, a gente está bem contente e feliz de poder participar agora, depois de dois anos parado devido à pandemia. A gente vai apresentar canções novas, que a gente produziu este ano, uma já foi lançada, o single ‘Caminhar’, as outras vão estar no próximo EP que a gente vai lançar até o final do ano, fora as outras canções, dos outros discos, que são clássicas e o público espera que a gente toque”, disse o artista.

Já no Palco Coreto, localizado na praça Dom Pedro II, em frente ao Paço da Liberdade, apresentam-se artista como Duda Raposo; DJ Madame C; Gabi Farias; Karen Francis; Bel Martinez; Mulheres na Roda de Samba; DJ BS Rapha; Jambu; Flow Music; Nicolas Jr.; Banda Faixa Nobre; DJ Cricket Bug; Couro Velho; e Gabi Dias.

O último dia do festival, 6 de setembro, voltado para o público gospel e infantojuvenil, a criançada vai poder acompanhar apresentações do grupo Curumim na Lata; DJ LF; Orquestra Villa da Barra; Isabelle Ribeiro; David Lucas; Espetáculo Sodade Panorando Cia; Raylla Araújo; Luciana Palhacinha; e Curumins e Cunhantãs. O “Passinho” será comandado pelas apresentadoras Alexa Yingrid e Palhacinha Rosinha.

Além das apresentações musicais, o público infantil terá um espaço onde serão realizadas brincadeiras e oficinas de pinturas, bolhas de sabão, slime e uma biblioteca infantil.

Guarda Municipal Armada

O prefeito David Almeida enfatizou que quer colocar a guarda armada na rua, já na primeira semana de setembro, no maior evento de artes integradas da região Norte do país.

“No festival, nós vamos estrear a guarda municipal armada sob o comando do doutor Sérgio Fontes, nossa guarda estará presente, um reforço na segurança pública da cidade de Manaus, nós vamos ampliar a atuação da guarda municipal, todas as secretarias integradas para que o nosso sonho se torne realidade”, destacou o prefeito.

Curadoria

A seleção dos artistas locais passou pela curadoria técnica da Manauscult, que selecionou mais de 660 trabalhadores da cultura dos mais diversos segmentos artísticos, levando em consideração critérios objetivos e uma das principais vertentes dentro de uma curadoria: ser consagrado pela crítica especializada ou opinião pública. Os artistas habilitados para o “#Sou Manaus Passo a Paço 2022” passaram por verificação criteriosa da viabilidade sob o ponto de vista fiscal, e se eram compatíveis com o porte e o tipo do evento. O portfólio artístico também foi essencial para a seleção.

A população também fez parte do processo de seleção de escolha dos artistas locais, quando participou nos dias 21 de fevereiro e 21 de julho deste ano de uma enquete realizada por meio das redes sociais da Prefeitura de Manaus, da Manauscult e do prefeito David Almeida (Instagram e Facebook) indicando quais artistas locais gostariam de ver no “#Sou Manaus Passo a Paço 2022”, a publicação com a primeira enquete contém mais de 14 mil comentários e a segunda publicação conta com mais 18 mil comentários.

Artistas Nacionais e Internacional

O palco Tucupi contará com atrações nacionais como Duda Beat; Djonga; Jão; Jota Quest; Joelma; Odair José; Skalene; Padre Antônio Maria; Leandro Borges; e André Valadão. O palco também recebe o show da banda italiana Double You.

No segundo maior palco do festival, o Caboquinho, apresentam-se ainda Diego Nogueira; Felipe Araújo; Bárbara Eugênia; Lia Sophia & Pinduca; Tasha e Tracie; Tony Alisson; Art Trio; e Bruna Carla. 

Gastronomia

A área gastronômica do festival envolve mais de 70 profissionais locais, entre chefes renomados e novos talentos, selecionados a partir de dois editais lançados pela Manauscult, o primeiro, o “Festival Gastronômico de Manaus – No Passo do Sabor”, que habilitou 40 proponentes, divididos em três categorias: “Barraca do Chefe”; “Novos Chefes” e “Food Truck”.

O edital para a “Praça de Alimentação da Gastronomia Criativa”, com operação de venda de alimentos do entorno dos palcos “Tucupi” e “Caboquinho” nas categorias: “Food Bike” (cachorro-quente), “Carrinho de Comida Ambulante” e “Barraca de Comida” com mais de 26 proponentes aptos a participar do festival.

Nesta edição, a Prefeitura de Manaus traz a estrela gastronômica Rodrigo Oliveira, chef dos restaurantes Mocotó, em São Paulo (SP), e do Caboco, em Los Angeles (EUA) – competidor do “Iron Chef”, reality show de competição de culinária de alto nível, que teve a 1ª temporada lançada em junho, na NetFlix – para compartilhar experiências por meio de uma aula-show, destinada aos chefs profissionais e cozinheiros e cozinheiras de feiras e mercados, no dia 3/9, manhã e tarde, no Centro de Arqueologia de Manaus (CAM).

Teatro

Reforçando a line-up do “#SouManaus Passo a Paço 2022”, o festival contará com o musical “A Hora da Estrela”, inspirado no último romance publicado por Clarice Lispector, em 1977, ano de sua morte. O espetáculo teatral, que ganhou 32 músicas inéditas de Chico César, terá duas récitas no palco do imponente Teatro Amazonas, nos dias 4 e 5 de setembro, com entrada gratuita. Além dos espetáculos “Diário das Marias”, “Helena” “A Herança Maldita de Mercedita de La Cruz”, e o “O Jardim Enfeitiçado”.

Espaço Cultura Urbana

Com mais de 180 artistas locais, o espaço Cultura Urbana terá apresentações de RAP; batalhas de Breaking; batalha de MC; graffiti e lambe ao vivo; batalha de SLAM; batalha de Geek, entre outras atividades culturais. O espaço foi pensado por artistas da cultura hip-hop local.

Moda e Artesanato

No entorno da praça Dom Pedro II e na rua Bernardo Ramos, além das feiras gastronômicas e de economia criativa, haverá ainda um espaço dedicado à moda e ao artesanato, que irá enaltecer o trabalho de artesãos locais e o grafismo indígena que se configura nos trajes e traçados dos figurinos, pinturas e artesanatos que representam a especificidade de cada etnia dos povos originários, com dois desfiles, um adulto e outro infantil, cada um com dez modelos indígenas com peças autorais de 10 estilistas indígenas numa passarela de mais de 10 metros, partindo do nível da porta de entrada do Museu de Manaus (Muma). No local também ocorrerá apresentações de grupo de música indígena e rituais de pajelança.

Literatura

O Palácio Rio Branco recebe a exposição “Luiz Bacellar” em homenagem ao poeta Luiz Bacellar, pela relevância de suas obras, reconhecida pelas várias gerações de literatos de Manaus, além de atividades como sarau literário, recital de poesia e bate-papo com especialistas.

Leia Também