Mãe e filha que morreram abraçadas em Manaus gritaram por socorro, revela comunitário

Facebook
Twitter
WhatsApp

Jucicleia Barbosa de Lima, de 31 anos e filha Heloiza Barbosa, de 7 anos, que morreram abraçadas no deslizamento do barranco em Manaus, viram que iam morrer e gritaram por socorro. O depoimento foi dado nesta segunda-feira (13), pelo sobrevivente Geovane Souza, que nada pode fazer ao ouvir os gritos.

ADVERTISEMENT

Ao menos 11 casas caíram, e as duas foram encontradas abraçadas pelos comunitários.  “A gente ouviu a mãe pedindo socorro e centralizamos as buscas só que, infelizmente, quando a gente conseguiu encontrar a ela e a filha, já estavam sem vida”, relatou Geovane.

Oito pessoas morreram, entre elas, pais, mães e pessoas amadas, como Jucicleia e Heloíza.

Leia sobre as vítimas clicando aqui

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!