Corregedoria de Justiça anuncia a realização de 44 correições em varas judiciais da capital e do interior

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
As 44 Varas elencadas serão inspecionadas pela Corregedoria neste ano de 2022, com as demais unidades judiciárias do TJAM sendo fiscalizadas por seus respectivos juízes-corregedores permanentes.

Um total de 44 unidades judiciárias, sendo 22 da capital e 22 do interior, serão correicionadas (fiscalizadas) de forma ordinária, pela Corregedoria-geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) neste ano de 2022.

A relação das 44 varas que passarão por correição foi publicada pela CGJ/AM na edição da última terça-feira (11) do Diário da Justiça Eletrônico (DJe) em editais assinados pela corregedora-geral de Justiça do Amazonas, desembargadora Nélia Caminha, e ao proceder a divulgação o órgão correicional cumpriu os ditames do Código de Normas da CGJ/AM (Provimento nº 41/2000), o qual indica, em seu art. 11, que o cronograma de trabalho anual, referente às correições ordinárias, deve ser publicado no Diário Oficial de Justiça, sempre no mês de janeiro, para o conhecimento das unidades e da sociedade.

Além das correições ordinárias, a Corregedoria informa que no decorrer do ano deve realizar correições extraordinárias, em caso de determinação da corregedora-geral, do Conselho da Magistratura e em casos em que houver indícios de irregularidades que possam comprometer a regular tramitação processual, ou ainda quando o juiz corregedor permanente deixar de encaminhar, injustificadamente, à CGJ/AM o relatório da inspeção judicial prevista.

As 22 unidades judiciárias da comarca de Manaus que em 2022 passarão por correições ordinárias realizadas pela CGJ/AM são: 2ª., 4ª., 5ª., 6ª., 7ª., 8ª., 9ª., 10ª. e 11ª. Varas Criminais; 1ª., 2ª. e 3ª. Varas do Tribunal do Júri; 2ª., 3ª., 4ª., 5ª., 6ª., 7ª., 8ª., 9ª. e 10ª. Varas Cíveis e de Acidentes do Trabalho, além da Vara de Execuções de Medidas e Penas Alternativas.

Já no interior do Amazonas, passarão por correições outras 22 unidades, sendo elas: as Varas Únicas das comarcas de Apuí, Barcelos, Barreirinha, Benjamin Constant, Canutama, Codajás, Eirunepé, Envira, Nhamundá, Pauiní, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Tapauá e Uarini.

Ainda no interior, serão correicionadas, em 2022, a 2ª. Vara e o Juizado Especial Cível e Criminal da comarca de Coari; a 2ª. Vara e o Juizado Especial Cível e Criminal da comarca de Humaitá; a 3ª. Vara da comarca de Itacoatiara; a 2ª. e a 3ª. Vara da comarca de Parintins e a 1ª. Vara da Comarca de Tabatinga.

Além das 44 correições ordinárias e das extraordinárias, que podem ocorrer a qualquer tempo, a Corregedoria-geral de Justiça também realizará, em 2022, correições junto aos cartórios e demais serventias extrajudiciais do Amazonas.

Atuando na orientação, coordenação e execução de políticas públicas voltadas ao bom desempenho da atividade judiciária e extrajudiciária, a função correicional desenvolvida pela CGJ/AM consiste, conforme o Provimento nº 41/2000, na orientação, fiscalização e inspeção permanente sobre todos os juízes, serventias, secretarias, serviços auxiliares e outros.

Leia Também