Adail Pinheiro tem pedido de revisão criminal negado pela Justiça

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) julgou nesta quarta-feira (8), improcedente a Revisão Criminal n.º 4003821-24.2021.8.04.0000, feita pelo ex-prefeito de Coari, Manoel Adail Amaral Pinheiro.

O ex-prefeito de Coari foi condenado em novembro de 2014 pelo Tribunal Pleno na Ação Penal à pena de 11 anos e 10 dias por crimes relativos ao favorecimento da prostituição e exploração sexual.

A avaliação foi feita durante a Sessão das Câmaras Reunidas no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) de forma virtual.

O pedido de revisão chegou na pauta do TJAM no dia 12 de agosto. No documento, ele pedia a suspeição e anulação da decisão do desembargador Rafael Romano e todos os autos julgados por ele contra o ex-prefeito, alegando que o desembargador também teria sido acusado pelos mesmos crimes.

Leia Também