Jogadores do Botafogo são punidos após acusação de estupro contra modelo amazonense

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Os jogadores do Botafogo Futebol Clube de Ribeirão Preto (SP) Lucas Delgado, João Diogo e Eduardo Hatamoto são suspeitos de estupro cometido contra a modelo amazonense Alcimara Ventura, de 27 anos. De acordo com ela, os três quiseram ter relações sexuais a força. Os atletas foram punidos.

O caso teria acontecido na madrugada desta segunda-feira (26), no Rio de Janeiro. De acordo com informações do Boletim de Ocorrência (BO), a modelo conheceu Lucas Delgado no domingo (25), na boate Vitrinni Lounge Beer. Ela estava com um amigo.

Em depoimento, ela e o amigo receberam o convite de ir ao camarote onde estavam os jogadores, mas ela não sabia qual a profissão deles. Em determinado momento, a modelo acabou trocando beijos com Lucas e aceitou ir para o hotel onde ele estava hospedado.

Durante a relação, ela disse que o jogador se recusou a usar preservativo, cometendo o ato mesmo assim. Por volta das 4h, Alcimara contou que os outros dois jogadores, João Diogo e Eduardo entraram no quarto com a intenção de se relacionarem sexualmente com ela.

A modelo, no entanto, disse que não queria e alega que os mesmos ficaram aborrecidos. João teria a agredido verbalmente e Eduardo mordeu o seio direito dela.

Alcimara conseguiu correr e sair do quarto, pedindo ajuda na recepção do hotel. Ela foi atendida no Hospital Municipal Souza Aguiar, onde tomou medicação contraceptiva e contra HIV.

A amazonense, natural de São Gabriel da Cachoeira, esteve na delegacia e fez exame de corpo de delito. Os funcionários do hotel prestaram esclarecimento e a Polícia Civil do Rio de Janeiro (PC-RJ) está investigando o caso. As câmeras de segurança do estabelecimento já foram solicitadas.

Em nota, o Botafogo falou que puniu os jogadores. Leia na íntegra:

“O Botafogo informa que tomou ciência da denúncia contra os atletas Lucas Delgado, João Diogo e Eduardo Hatamoto, que são acusados de agressões físicas e verbais a uma mulher no Rio de Janeiro na madrugada do dia 26/09.

Os três jogadores deixaram a concentração por volta da 1h de segunda-feira, logo após a delegação chegar ao Rio de Janeiro. A saída dos atletas, no entanto, não estava liberada, já que o voo de retorno para Ribeirão Preto estava agendado para o início da manhã.

Nesta tarde, após conversa entre as partes, o atacante Lucas Delgado já teve o seu contrato rescindido. Eduardo Hatamoto e João Diogo também foram punidos por infração disciplinar. O Botafogo também informa que aguardará a conclusão das investigações para decidir quais outras atitudes serão tomadas sobre os dois atletas.

O Botafogo reafirma publicamente seu repúdio a toda e qualquer forma de violência e de assédio, especialmente contra as mulheres, e contribuirá na apuração dos fatos e responsabilidades”.

Leia Também