Irmãos são torturados dentro do Batalhão da PM de Manaus e justiça considera prisão ilegal

Facebook
Twitter
WhatsApp

Dois irmãos foram presos por tráfico de drogas e torturados na última terça-feira (27), após serem pegos por policiais militares no bairro Betânia, na Zona Sul de Manaus. A juíza Aline Kelly Ribeiro Marcovicz Lins considerou a prisão ilegal e reconheceu a tortura que ocorreu dentro do Batalhão da Polícia Militar do Amazonas.

ADVERTISEMENT

Um dos irmãos foi solto em audiência de custódia e o outro continua preso por já ter passagem pela polícia. Segundo o advogado deles, Vilson Benayon, os irmãos não foram levados para a delegacia e sim para o Batalhão, onde apanharam para dizer onde estaria o “resto” da droga e dinheiro.

Os irmãos estavam caminhando na rua quando foram abordados. Ainda segundo o advogado, os PMs invadiram a casa deles, sem autorização judicial, e ainda arrombaram as portas da casa do vizinho à procura de drogas, mas sem sucesso.

Em seguida, eles foram levados ao Batalhão da PM, e também chegaram a ficar dentro da viatura, debaixo do sol quente, por vários minutos. Um dos presos foi agredido com pedaço de ferro nas costas, mão e palma do pé.

Por conta da localização do celular de um dos irmãos, a família e o advogado conseguiu descobrir onde eles estavam e foi até o Batalhão. Vilson recorreu a Procuradoria de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e ameaçou acionar o Ministério Público Do Amazonas (MP-AM).

O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!