Homem que deu tapa na cara de Macron é condenado a quatro meses de prisão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Foi condenado na quinta-feira (10), o francês Damien Tarel, que admitiu no tribunal ter batido no rosto do presidente Emmanuel Macron há dois dias. A pena foi de quatro meses de prisão em regime fechado. Ele compareceu a uma audiência de julgamento imediato no Tribunal de Valence (sudeste), ao término de 48 horas de custódia. “Esta sentença pune um desrespeito intolerável à instituição”, disse o promotor Alex Perrin.

O tapa é “absolutamente inadmissível”, caracterizado um “ato de violência deliberada”, afirmou o representante do Ministério Público de Valence, diante do homem de 28 anos. Perrin solicitou um mandado de detenção contra Damien Tarel, preocupado com um possível risco de reincidência.

“Esta decisão será observada, examinada” e terá até “impacto na mídia internacional”, afirmou o promotor diante de dezenas de jornalistas que foram acompanhar o caso no tribunal. 

O representante do MP afirma ter percebido “uma espécie de determinação fria” na postura do agressor, que não tinha passagem pela polícia, mas é membro de associações de praticantes de artes marciais, de admiradores de ritos da Idade Média e também fã de mangás, os quadrinhos de origem japonesa.

Leia Também