Idoso suspeito de estupro morre por linchamento de traficantes do Tribunal do Crime em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Daniel Ferreira da Conceição, de 18 anos, Marcelo Rossi Menezes, de 22 anos, e Samuel Braga Serrão, de 27 anos, foram presos pelo linchamento do pedreiro Valter Marques da Cruz, de 60 anos, durante punição do “Tribunal do Crime”. O crime ocorreu no dia 5 de março deste ano, no bairro Mauazinho, Zona Sul de Manaus.

A agressão ocorreu, de acordo com informações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), porque o idoso teria estuprado uma criança de 10 anos da região. Os traficantes souberam do caso e o levaram para o Tribunal do Crime. Eles chegaram a filmar as agressões e o homem aparece levando muitas pauladas, socos e chutes no chão.

Ainda segundo a DEHS, o suposto estupro foi registrado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), no entanto, não ficou comprovado que Valter realmente cometeu o crime. De acordo com a delegada Déborah Barreiros, adjunta da DEHS, na delegacia a criança não confirmou o crime e disse que só tinha andado com o idoso pelo bairro.

Após as agressões, Valter foi internado no Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, no bairro São José, Zona Leste, mas não resistiu aos ferimentos.

Daniel e Samuel foram presos no bairro, nos dias 15 e 18 de julho. Marcelo foi preso por meio de mandado de prisão. A mãe da criança, identificada como Denira Silva da Costa, de 36 anos, e o marido, Valdecy da Silva Cardoso, de 36 anos, são procurados pela polícia e aparecem também nas imagens agredindo o idoso.

O trio foi autuado por homicídio e está à disposição da Justiça. Denira e Valdecy são procurados pela polícia. Informações sobre eles podem ser repassadas para o 181 da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Leia Também