Sikêra Jr. processa Neto por tê-lo chamado de homofóbico e pede indenização de R$44 mil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O âncora do Alerta Nacional, Sikêra Jr, entrou com processo contra o apresentador esportivo da Band, Neto. Ele pede uma indenização no valor de R$44 mil por Neto tê-lo chamado de homofóbico durante o programa que apresenta.

O processo tramita na 6ª vara do Juizado Especial Cível de Manaus desde o dia 13 de julho. Além da indenização, o apresentador exige que Neto apague a publicação dos vídeos em que ele aparece sendo chamado de homofóbico e um pedido de retratação nas redes sociais e na programação da Band.

Neto chamou Sikêra de homofóbico após o apresentador soltar falar como “raça desgraçada” se referindo aos homossexuais. Após perder mais de 30 patrocinadores, o âncora do Alerta Nacional se pronunciou no programa dizendo que havia se excedido, mas que não mudava a opinião.

Leia Também