Publicidade

Homem que alegou que enteada engravidou porque usava toalha dele é preso

Facebook
Twitter
WhatsApp

Na última terça-feira (20), ocorreu a detenção de um indivíduo de 41 anos em uma cidade do Sul do Espírito Santo, suspeito de ter cometido estupro e resultado na gravidez de sua enteada de 12 anos. O fato havia causado comoção na comunidade em dezembro do ano anterior, quando a criança nasceu, e o padrasto alegou que a menina engravidou devido ao uso de sua toalha.

ADVERTISEMENT

Para preservar a identidade da adolescente e da criança, o nome da cidade onde ocorreu a prisão não foi divulgado. A Polícia Civil realizou a detenção com base em um mandado de prisão. Segundo informações policiais, o Núcleo Especializado de Atendimento à Mulher local, em colaboração com investigadores, conduziu uma operação para efetivar a prisão preventiva do suspeito, que enfrenta acusações de estupro de vulnerável qualificado.

O indivíduo foi capturado em sua residência, onde vivia com sua companheira, mãe da vítima. Ao prestar depoimento ao delegado, alegou que a gravidez da enteada ocorreu devido ao fato de ela utilizar suas roupas íntimas.

O delegado Daniel Correia ressaltou que a Polícia Civil conduziu a investigação com extrema cautela e sigilo para preservar as evidências do crime.

Ele afirmou: “O amplo conjunto de provas coletado elimina qualquer dúvida quanto à autoria do delito, destacando ainda que o recém-nascido foi submetido a teste de DNA, confirmando a paternidade do suspeito.”

O homem foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Xuri, em Vila Velha, na Grande Vitória.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!