Homem é baleado por PM durante suposta discursão política dentro de igreja

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Após o disparo, houve um tumulto e muito desespero de outros fiéis que estavam presente.

Davi Augusto de Souza, de 40 anos, foi baleado pelo cabo policial militar Vitor da Silva Lopes, de 37anos, dentro de uma igreja evangélica em Goiânia. O caso aconteceu na última quarta-feira (31), na igreja Congregação Cristã no Brasil (CCB), localizada no Setor Finsocial, bairro da região noroeste da capital.

A confusão supostamente foi causada por divergências políticas. De acordo com o site Metrópoles O cabo da PM disse que foi atacado pela vítima e seus familiares. Assim, entrou em briga corporal com eles. Num dado momento, ele sentiu que queriam tomar sua arma e para se defender, ele alega que fez um disparo na perna de Davi para acabar as agressões, sem intenção de matá-lo.

No entanto, o irmão de Davi, o bacharel em Direito Daniel Augusto, de 45 anos, apresenta uma versão diferente. De acordo com ele, o cabo é quem teria iniciado a discussão, dando socos nele e no irmão. Em seguida, o policial sacou a arma e teria tentado atirar mais de uma vez contra Davi.

Após o disparo, houve um tumulto e muito desespero de outros fiéis que estavam presente. Davi Augusto de Souza está internado em Goiânia, passou por cirurgia na perna e segue estável, segundo o irmão dele.

Registro da PM
No registro da PM, não há menção à questão política, os mesmos ainda divulgaram nota dizendo que “determinou a instauração de procedimento administrativo disciplinar para apurar as circunstâncias do fato”. Segundo a nota, o policial militar se apresentou de forma espontânea na delegacia da polícia civil.

Leia Também