Hapvida em Manaus inunda e pacientes são transferidos; confira todas as ocorrências e vídeos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Na madrugada desta quinta-feira (1º), durante o temporal, pacientes que estavam internados no Hospital Rio Negro, da Hapvida, no Centro de Manaus, tiveram que ser transferidos. Algumas alas foram inundadas pela água.

Um vídeo mostra os pacientes sendo removidos para leitos superiores. A água chega ao calcanhar dos maqueiros. Apesar do susto e transtorno, tudo foi resolvido.

A Defesa Civil do município informou que cerca de 16 ocorrências até o momento já foram registradas.

Ocorrências

Alagamentos ocorreram na rua Paraibana, no bairro Raiz; na rua Boa Sorte, no bairro Presidente Vargas; na Alameda 10 de Julho, no bairro Petrópolis; na Alameda Luiz de Camões, no bairro Santo Antônio; na rua Rio Içá, no bairro Nossa Senhora das Graças; nas avenidas Getúlio Vargas e 7 de setembro, no Centro; e na avenida Leonardo Malcher, no bairro Praça 14.

Desabamentos de muros foram poucos, mas registrados na rua Sobrinho Maranhão, no bairro São Francisco; e na rua Dona Maria da Glória, no bairro Monte das Oliveiras. Há desabamento parcial de casa de alvenaria na rua Grapia, no Monte das Oliveiras; e registro de Desabamento total de casa na rua Iarapé, no mesmo bairro.

A Defesa Civil ainda registrou deslizamento de barranco na rua Vicente Torres, no bairro São Jorge; e na rua Jordão, na comunidade Nova Vitória. Na rua Teodomiro Garrido, no bairro Cidade Nova, houve a abertura de uma cratera.

Uma árvore tombou no bairro Dom Pedro, próximo à Faculdade La Salle, e o trânsito está lento no local até a metade desta manhã.

Semáforos

Às 9h, o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu) informou que oito semáforos estavam inoperantes. São eles: Constantino Nery x Boulevard, Umberto Calderaro x Salvador, Oscar Borel x Av. compensa, Rotatória do Eldorado, Dom Pedro x P Teixeira, Noel Nutels e Max Teixeira, Boulevard x Duque de Caxias e Silves.

Os serviços estão sendo realizados nas áreas.

Conforme a Defesa Civil, a pluviometria está em 103 mm de média nas últimas 24h. A previsão é que as chuvas continuam, mas o maior volume já ocorreu na madrugada.

De acordo com o órgão, em quatro horas, choveu 100mm, o que equivale a 100 litros de água por metro quadrado. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta laranja (perigo) de muita chuva no Leste do Amazonas.

Leia Também