Grupo ‘C.V’ ameaça de morte autor de chacina de bar de sinuca e ele é transferido de prisão

Facebook
Twitter
WhatsApp

Edgar Ricardo de Oliveira, de 30 anos, que decidiu se entregar à polícia e confessou ter matado sete pessoas em bar de sinuca, em Sinop, foi transferido na manhã desta sexta-feira (24) para a Ala 8 da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. É que o Comando Vermelho (CV) decretou a morte dele.

ADVERTISEMENT

Um texto com ameaças passou a circular em grupos de membros da facção. “Viemos através deste comunicado, dizer que nós do ‘CV-MT’ não compactuamos com o fato acontecido, e somos contra esse tipo de atitude”, diz a mensagem.

O texto foi enviado aos faccionados via WhatsApp e ainda ressalta que o CV não teria qualquer participação no crime, insinuando que os suspeitos poderiam ser julgados pelo tribunal do crime. “Não temos nenhum envolvimento com os fatos e se os envolvidos parar (sic) na nossa mão, será cobrado de forma radical”, finaliza o aviso.

Edgar se entregou na quinta-feira (23) e estava detido na Penitenciária Doutor Osvaldo Florentino Leite Ferreira, o Ferrugem, em Sinop. O outro envolvido no crime, Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos, morreu durante confronto com a polícia.

Chacina

A dupla assassinou sete pessoas, incluindo uma menina de 12 anos, após perderem R$ 4 mil na sinuca. Eles alegaram que as pessoas ficam tirando brincadeiras com eles e por isso resolveram se vingar.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!