Golpe do Instagram hackeado tem feito várias vítimas e PC-AM faz o alerta e orienta

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Instagram é a plataforma de mídias mais conhecida no mundo. Nela, é possível publicar fotos e vídeos, bem como enviar e receber mensagens de texto. Entretanto, o manuseio desta rede social por pessoas de má índole pode gerar consequências e uma delas é o chamado ‘Instagram hackeado’.

O delegado Antônio Rondon, titular da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), explica que o crime ocorre quando um indivíduo de má índole envia às vítimas uma mensagem com um link de acesso e, ao clicar, elas têm sua página invadida pelo infrator.

“Ou seja, todo o controle da rede social dali em diante pertence ao criminoso. A partir disso, o indivíduo normalmente começa a oferecer alguns serviços ou venda de produtos na página da vítima, fazendo com que os seguidores acreditem que as informações são fidedignas”, disse.

Conforme o titular, uma das consequências do Instagram hackeado, também, é o golpe praticado contra os seguidores da vítima que teve a página invadida. Por confiarem nas ofertas, eles acabam negociando – um financiamento de veículo, casa própria ou venda de eletrônico – com o criminoso.

“Esta prática pode ser evitada antes mesmo de ser concluída. O proprietário da conta hackeada, além de comunicar o fato por meio de Boletim de Ocorrência (BO) – atitude primordial –, também deve entrar em contato com seus seguidores e informar o ocorrido, para que seus seguidores estejam resguardados”, falou.

Segundo o titular, outro procedimento é a recuperação da página, seguindo o passo a passo oferecido pela própria plataforma.

Registro de ocorrência

O delegado reforça a quem tiver tido seu Instagram hackeado, que deve comparecer à Dercc e formalizar a ocorrência, para que as devidas providências sejam tomadas. O registro também pode ser feito na Delegacia Virtual (Devir), do endereço eletrônico https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/portal/.

A autoridade policial também ressalta que a mesma orientação é válida para os contatos do proprietário da conta hackeada, que tenham sido vítimas de possíveis golpes.

A Dercc está situada nas dependências da Delegacia Geral (DG), situada na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste.

Leia Também