Funcionária denuncia Assaí após ser proibida de fazer xixi e urinar na frente de cliente

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Uma mulher de 69 anos, funcionária do Assaí Atacadista, no Rio de Janeiro, denunciou que fez xixi nas calças durante o trabalho após não ter sido substituída por outro funcionário. O caso aconteceu no dia 3 de dezembro.

Segundo a funcionária, ela ficou cerca de uma hora pedindo para alguém lhe substituir no caixa da loja para que ela pudesse usar o banheiro.

Em entrevista ao RJTV, da TV Globo, a idosa contou que a pressão dentro do estabelecimento está intensa, e os funcionários não estão tendo “paz no trabalho”.

No dia do ocorrido, a funcionária contou que foi ao banheiro antes de começar o serviço, por volta das 6h30. Duas horas depois, ela pediu uma rendição, mas não foi autorizada. Ao longo de uma hora ela voltou a pedir para ser substituída, mas o pedido foi negado novamente.

“É uma humilhação. A pessoa não ter o direito de fazer uma necessidade básica do corpo? Eu adoro o que eu faço. Eu amo o meu trabalho. Mas o que tá acontecendo lá é que tá tendo uma pressão muito grande e a gente não tá conseguindo paz no trabalho”, disse ela.

Em nota, o Supermercado Assaí comunicou que mantém um protocolo para a saída de funcionários dos caixas de pagamento para pausas. A instituição frisou que qualquer desrespeito cometido é investigado e imediatamente corrigido.

A instituição disse que está investigando os fatos.

Leia Também