Força de vontade: primos fazem travessia em canoa para participar das aulas do Bombeiro Mirim

Facebook
Twitter
WhatsApp

Com os materiais escolares preparados e devidamente uniformizados, os primos Darlison Ferreira, 14, e Alfredo Ferreira, 13, se apressam para entrar na embarcação rabeta, que sai às 6h, da comunidade rural Cachoeira do Castanho, onde moram, com destino ao município de Iranduba (a 27 quilômetros da capital). Os dois adolescentes são alunos do Programa Educacional Bombeiro Mirim (Proebom), na unidade do 1º Pelotão Destacado de Bombeiro Militar (PDBM) de Iranduba.

ADVERTISEMENT

A mãe de Darlison, Elziane Ferreira, 33, relata que o filho ingressou no programa em 2022. Este ano, ele passou a ter a companhia do primo Alfredo, que também começou a participar do Proebom.

“No ano passado fiquei sabendo que as inscrições seriam abertas e fiz questão de inscrever meu filho. Fiquei muito feliz quando, este ano, o primo dele também começou a participar. Eles acordam às 5h para se arrumar e pegar a canoa às 6h. Eu percebo o entusiasmo e felicidade neles em fazer parte do Bombeiro Mirim”, relatou a mãe de Darlison.

Mesmo tendo que fazer um longo trajeto diário para estudar na cidade, Euziane relata que os meninos sempre vão muito empolgados para as aulas do Proebom. Ela destaca a importância dos trabalhos realizados pelos instrutores do programa e o zelo com os alunos.

“Esse trabalho tem trazido muitas melhorias para o desenvolvimento deles como cidadão. O trabalho realizado por toda a equipe da unidade do Corpo de Bombeiros é fundamental, e esse programa veio para trazer ainda mais benefícios porque ajuda a construir a personalidade dessas crianças e adolescentes”, disse a mãe. E enfatizou o interesse dos meninos que, mesmo tendo que pegar canoa e depois fazer um longo trajeto em condução, vão motivados para as aulas.

Na unidade do 1° PDBM, os primos são assíduos no programa. Darlison e Alfredo participam do Proebom no turno matutino, e no período da tarde cursam o ensino regular, sendo o 9º e 7º ano, respectivamente, em uma escola estadual de Iranduba.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!