Vídeo mostra momento da troca de tiros entre petista e bolsonarista em aniversário

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

PARANÁ | Vídeo de câmera instalada no salão de festas onde o guarda municipal Marcelo Arruda comemorava o aniversário de 50 anos registrou o momento em que ele foi atacado a tiros pelo policial penal Jorge José da Rocha Guaranho.

A gravação mostra Marcelo, que era tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu (PR), caindo próximo a uma mesa, aparentemente ferido. Jorge se aproxima e efetua disparos. Ainda no chão, Marcelo revida e também atira.

Jorge corre em direção à saída, mas cai dentro do salão. Em seguida, uma pessoa se aproxima dele e começa a chutá-lo na cabeça. Jorge permanece imóvel. Do outro lado do salão, Marcelo se contorce enquanto pessoas se aproximam

A tragédia ocorreu na festa de 50 anos de Marcelo Arruda, candidato a vice-prefeito nas últimas eleições, na noite de sábado (9/7). A festa tinha como tema o PT e fazia várias referências ao ex-presidente e pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

Ameaças

Quinze minutos antes de invadir a festa, que tinha decorações com o tema do Partido dos Trabalhadores (PT) e fotos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Guaranho havia passado de carro em frente à comemoração e ameaçado convidados. “Eu vou voltar e vou matar todos vocês”, teria dito o atirador, segundo relato de Alliana.

“Nós estávamos na festa, que era temática do PT. Por volta de 23h apareceu um cara que não era convidado, que ninguém conhece e começou a gritar dentro do carro: ‘é Bolsonaro, seus desgraçados! É o mito!’”, conta o amigo da vítima.

Nesse momento, o atirador estava com uma mulher e uma criança no carro e logo deixou o local, depois de proferir ameaças. Na sequência, Marcelo teria buscado a arma que usa para trabalhar, dizendo que ela serviria para se defender, caso o bolsonarista voltasse.

Leia Também