Festa clandestina é encerrada e bares são interditados em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Entre a noite desta sexta-feira (17) e a madrugada deste sábado (18), agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) interditaram dois estabelecimentos e notificaram outros dois durante as ações realizadas.

Ao todo, 12 estabelecimentos foram fiscalizados quanto ao cumprimento do decreto governamental que estabelece normas de combate à Covid-19. Ainda durante as ações, uma festa clandestina foi encerrada pelos agentes no bairro Parque 10, zona centro-sul de Manaus.

O Pagode da ANB, no bairro Educandos, na zona sul, teve o equipamento de som interditado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) por falta de autorização para eventos com música ao vivo. Na rua Belo Horizonte, bairro Adrianópolis, zona centro-sul, o Andarilho Bar foi autuado pelos fiscais da Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) por funcionar sem licenciamento sanitário.

Ainda na zona centro-sul, o bar Sô Santo foi interditado pelos fiscais da Semmas por não possuir autorização de licenciamento ambiental para uso de equipamento sonoro amplificado no local.  

O Alambique Bar e o Forró do Cajueiro, ambos localizados na avenida do Turismo, foram interditados. Nos locais, havia aglomeração de pessoas e pista de dança.

Uma festa clandestina, denominada “Bar Delas”, que acontecia no Conjunto Barra Bela, no bairro Parque Dez, foi encerrada pelos agentes da CIF. O local foi autuado pela Visa Manaus por não possuir a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) de restaurante e por ter uma banda com mais de três pessoas no palco. Os agentes da Semmas também aplicaram uma autuação no local ao verificar a ausência de Licença Municipal de Operação para uso de equipamento sonoro amplificado no estabelecimento.

Leia Também