Filho de PM, atirador que matou três pessoas em escola tem 16 anos e usou armas do pai

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Filho de um policial militar, o atirador de Aracruz que matou três pessoas em duas escolas no Espírito Santo nesta sexta-feira (25), tem 16 anos e usou as armas do pai e o carro da mãe no ataque. Ao todo são 11 feridos, três em estado grave.

As mortas são duas professoras e uma aluna de 12 anos. Na escola municipal que registrou o primeiro ataque, duas mortes foram confirmadas: a da professora de matemática Cybelle Passos Bezerra Lara, 45, e a da docente da área das artes Maria da Penha Pereira de Melo Banhos, 48.

Com uma arma nas mãos, o autor dos disparos arrebentou um cadeado, atravessou o portão do colégio e correu em direção a porta de acesso ao prédio onde ficam as salas de aula. Ele então começa a correr pelos corredores da escola, esticando a arma com frequência, em posição para atirar.

Um dos trechos mostra dois alunos e uma funcionária caminhando por um corredor quando de repente ouvem a ação do atirador. Eles então começam a correr e se separam em busca de refúgio. Uma outra câmera capturou um aluno correndo para dentro de uma sala de aula vazia, com a mão na barriga. Logo em seguida, o garoto cai no chão, ensanguentado na região do abdômen. Toda a ação durou 2minutos.

 

Leia Também