Filha é presa por dar golpe de R$ 725 milhões em obras de arte contra a mãe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Uma mulher identificada como Sabine Boghici foi presa na manhã desta quarta-feira (10/8) no Rio de Janeiro, após dar um golpe milionário na sua mãe, a francesa Geneviève Boghici, de 82 anos. Sabine é filha de Jean Boghici, maior colecionador e negociantes de artes do Brasil, que morreu em 2015.

Sabine, roubou cerca de R$ 725 milhões em obras de arte, joias e dinheiro de Geneviève. O bando se passava como vidente para aplicar o golpe contra a vítima, e dizia que daria ajuda esp.

Além de Sabine, acusada de subtrair 16 peças de artistas consagrados, foram presos Gabriel Nicolau Traslaviña Hafliger, Jacqueline Stanescos e a vidente Rosa Stanesco Nicolau, a “Mãe Valéria de Oxossi”.

Dentre os quadros, existiam trabalhos de renomados artistas como Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral. O nome que batiza a ação vem do quadro “Sol Poente”, de Tarsila, é avaliado em R$ 250 milhões.

Confira as obras levadas, segundo as investigações:

1) O Sono, de Tarsila do Amaral: R$ 300 milhões;
2) Sol Poente, de Tarsila do Amaral: R$ 250 milhões;
3) Pont Neuf, de Tarsila do Amaral: R$ 150 milhões;
4) Ela, aquarela, de Cícero Dias: R$ 1 milhão;
5) Aquarela sem título, de Cícero Dias: R$ 1 milhão;
6) Desenho representando uma paisagem, 1935, de Alberto Guignard: R$ 150 mil;
7) Rue des Rosiers, de Emeric Marcier: R$ 150 mil;
8) Église Saint Paul, de Emeric Marcier: R$ 150 mil;
9) Porto de Pesca rem Hong-Kong, de Kao Chien-Fu: R$ 1 milhão;
10) Coruja ao Luar, de Kao Chi-Feng: R$ 1 milhão;
11) Retrato, de Michel Macreau: R$ 150 mil;
12) Mulher na Igreja, de llya Glazunov: R$ 500 mil;
13) Mascaradas, de Di Cavalcanti: R$ 1,5 milhão;
14) O Menino, de Alberto Guignard: R$ 2 milhões;
15) Maquete Para Meu Espelho, de Antônio Dias: R$ 1,5 milhão;
16) Elevador Social, de Rubens Gerchman: R$ 1,5 milhão.

Leia Também